Uma direcção. As horas a passar. O nascer-do-sol. Uma árvore frondosa. Um sorriso espontâneo. Uma janela aberta para ver o mundo girar.
Não só ver. Participar. Contribuir. Girar com ele. Porque o mundo não pára e a vida também não.

A direction. The sunrise over the ocean. A leafy tree. A spontaneous smile. An open window to see the world turning. Not just see.
To participate. To contribute. To turn in the same direction. Because the world keeps turning and so does life.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Está -1º lá fora...

... e já são duas da tarde. Puxa, quem diria que eu, com genes quase tropicais (adoro calor) conseguiria sobreviver a baixas temperaturas? Esta semana tenho saído de casa às 9h da manhã com -4º e com dias solarengos... ontem, ao sair do centro por volta das 19h, estava a nevar. Em meia-hora o chão, as árvores e os carros ficaram cobertos de um manto branco e brilhante de neve fofinha. Sei que é fofinha porque não resisti a brincar um bocadinho com os cristais de gelo. Eu parecia um gnomo, coberta da cabeça aos pés, com gorro, luvas e afins e a sorrir descarada perante este espectáculo da natureza que torna tudo tão limpo e puro.
Hoje parou de nevar mas continua tudo branquinho, com estas temperaturas baixas a neve aguenta-se por uns dias. O meu carro já está apetrechado com pneus de Inverno, uma precaução recente do Norte de Itália para estas ocasiões.

E agora tenho que ir, está na altura de fazer um boneco de neve!

A estrada...