Uma direcção. As horas a passar. O nascer-do-sol. Uma árvore frondosa. Um sorriso espontâneo. Uma janela aberta para ver o mundo girar.
Não só ver. Participar. Contribuir. Girar com ele. Porque o mundo não pára e a vida também não.

A direction. The sunrise over the ocean. A leafy tree. A spontaneous smile. An open window to see the world turning. Not just see.
To participate. To contribute. To turn in the same direction. Because the world keeps turning and so does life.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Habemus Papam

é um filme italiano realizado por Nanni Moretti que tive a sorte de ver hoje num cinema ao ar livre.

http://www.habemuspapam.it/

Conhecido pelo seu olhar irónico e argumentos algo neuróticos, Nanni Moretti também faz de actor e desenvolve o papel do grande psicanalista que é chamado para ajudar o recém-eleito Papa. Um Papa com sérias dúvidas sobre a sua capacidade de gerir tamanha responsabilidade, demonstrando uma humildade e fragilidade típicas do ser humano. Neste filme divertido e irónico, os cardeais do Concílio jogam às cartas, lidam com as suas mazelas de saúde, fazem puzzles e participam num torneio de voleibol, enquanto o Papa vagueia pelas ruas de Roma, fugido dos seus segurancas, tentando desvendar o caminho a seguir. Uma sátira muito bem conseguida sobre aquilo que nos une a todos, independentemente da posicao que assumimos na sociedade: a nossa humanidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário