Uma direcção. As horas a passar. O nascer-do-sol. Uma árvore frondosa. Um sorriso espontâneo. Uma janela aberta para ver o mundo girar.
Não só ver. Participar. Contribuir. Girar com ele. Porque o mundo não pára e a vida também não.

A direction. The sunrise over the ocean. A leafy tree. A spontaneous smile. An open window to see the world turning. Not just see.
To participate. To contribute. To turn in the same direction. Because the world keeps turning and so does life.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Mais uma aventura... na Índia

Regressei há 3 dias de uma segunda viagem por terras indianas, desta vez com o objectivo especifico de participar no casamento da Noella.
A benção no Roce, a despedida de solteira indiana
Há 3 anos atrás pisei pela primeira vez aquele país imenso e diverso, onde encontrei saris coloridos, riquexós, igrejas portuguesas, bairros de lata e pessoas, tantas pessoas... desta vez voltei a encontrar isso tudo e ainda praias paradisiacas, tigres, posters de jóias vistosas, centros comerciais gigantescos, elefantes na estrada, mais bairros de lata e mais pessoas... boas pessoas, daquelas que nos recebem de braços abertos. Pessoas honestas, com quem deixamos a bagagem sem receio. Pessoas gentis, que me explicam o proximo passo a tomar para chegar ao meu destino. Viajantes como eu, que partilham o seu riquexó e a notícia sobre o eclipse do sol, o maior do milénio. Quem sabe um sinal de bom augúrio para este ano novo que começou em terras asiáticas?
Athirappalli waterfalls
Kumarakom backwaters
Kovalam beach, Kerala
Cochim

5 comentários:

  1. Olá Sandra,
    Mais uma vez belas fotos que nos mostras.
    A tua amiga Noella estava muito bonita, deve ter sido uma festa muito engraçada não foi? Dura um dia? Bjs gds Rute

    ResponderEliminar
  2. Olá Rute,
    Sim, é um dia só porque eles são católicos. Mas acabam por ter tradições indianas que nós não temos em Portugal, como o facto da noiva mudar para um sari no final da noite. Foi muito muito engraçado! Depois conto-te pessoalmente :) Bjs gds

    ResponderEliminar
  3. Uma índia e uma indiana juntas!
    Fenómenos geográficos da globalização!
    Mas gosto bem mais de índias que de indianas!
    :)

    ResponderEliminar
  4. Como nós dizemos aqui: Mazal tov!
    Fotos lindas!
    Saudações de Israel,
    Gabriel
    PS - E quando é que dás um salto ao Médio Oriente? Aqui a geografia também tem os seus interesses. Não tem glaciares, mas tem "makhteshim" (ora procura esta na Wikipedia), vales, montanhas, desertos e o ponto mais baixo do planeta. E gente, muitos tipos de gente. Até indianos!

    ResponderEliminar
  5. Olá Gabriel, como estão todos por aí pelo Médio Oriente? Já descobri o que "makhteshim" significa e também sei que está proposto para património mundial. Sim, um dia hei-de visitar, o deserto também me fascina :)

    Beijos portugueses de Itália

    ResponderEliminar