Uma direcção. As horas a passar. O nascer-do-sol. Uma árvore frondosa. Um sorriso espontâneo. Uma janela aberta para ver o mundo girar.
Não só ver. Participar. Contribuir. Girar com ele. Porque o mundo não pára e a vida também não.

A direction. The sunrise over the ocean. A leafy tree. A spontaneous smile. An open window to see the world turning. Not just see.
To participate. To contribute. To turn in the same direction. Because the world keeps turning and so does life.

domingo, 24 de abril de 2011

"Natale con i tuoi, Pascoa con qui vuoi"

Este ano escolhi diferente. Escolhi passar a Páscoa em Itália, sem nada programado. Normalmente vou para Portugal, apesar do custo exorbitante das viagens e de saber que vai ser um fim-de-semana de limpezas e de espera pelo padre que vem abençoar a casa dos meus pais. Mas estou com eles, com a minha família, com quem o tempo passa depressa, demasiado depressa.
Este ano escolhi não ir, por ter muito trabalho, pelo custo das viagens, por saber que vou daqui a pouco tempo. Mas principalmente porque esta será provavelmente a minha última Páscoa nesta parte de Itália. Porque não experimentar e cumprir a tradição italiana "Natal com a tua família, Páscoa com quem quiseres". E assim, sem grandes planos, tive Portugal comigo na mesma, através de amigos que passaram por aqui e com quem partilhei as últimas 2 semanas. Uma semana de sabor açoriano a recordar tempos da faculdade, alguns dias com a luz lisboeta a partilhar planos e sonhos futuros e passeios pelos lagos de margens floridas e uma longa e bela tarde com representantes Batalhenses a visitar Milão. Agora aproveito o sol italiano com vista sobre os Alpes enquanto a Mikas se rebola no terraço, esperando a chegada de outra amiga. Uma Páscoa diferente, longe das cerimónias e tradições do costume mas pertinho de pessoas que também me fazem feliz.

Sem comentários:

Enviar um comentário