Uma direcção. As horas a passar. O nascer-do-sol. Uma árvore frondosa. Um sorriso espontâneo. Uma janela aberta para ver o mundo girar.
Não só ver. Participar. Contribuir. Girar com ele. Porque o mundo não pára e a vida também não.

A direction. The sunrise over the ocean. A leafy tree. A spontaneous smile. An open window to see the world turning. Not just see.
To participate. To contribute. To turn in the same direction. Because the world keeps turning and so does life.

segunda-feira, 2 de março de 2009

Como

De certeza que já ouviram falar em Como… aquele famoso lago onde o George Clooney tem uma mansão? Pois, esse mesmo… Clooney à parte, a cidade vale bem uma (ou várias visitas) por si só. E fica a apenas 50 km de Ispra (que demorámos quase 2 horas a percorrer… adiante).

O lago Como tem a forma de um Y invertido e a cidade de Como localiza-se na ponta de um dos braços. A muralha de forma quadrada que rodeia o centro histórico da cidade conta a rivalidade medieval entre Como e Milão. No topo de uma das montanhas que rodeiam o lago construiu-se uma torre, de onde se pode avistar Milão e que permitia uma preparação atempada de potenciais ataques milaneses. Suspeito que isto só seria possível em dias sem nevoeiro, o que junto ao lago pode ser raro, mas os locais contam a história assim. Também se conta que, em determinados anos, o nível da água do lago sobe muito e inunda a praça principal, impedindo a população de aceder às ruas junto às margens e obrigando à aplicação de técnicas de escoamento de água que normalmente não resultam.

Ainda existem 3 casas medievais no centro histórico, misturadas com outros estilos mais recentes mas que mantêm mesmo assim uma atmosfera de feudalismo. Esta visita de poucas horas e debaixo de chuva miudinha soube a pouco… hei-de voltar a Como, talvez não num domingo, o dia de descanso por excelência e quando não se encontra quase nenhum estabelecimento aberto (com excepção do McDonald’s). Talvez o destino me faça cruzar com o George (Clooney)… o tal que, segundo dizem, costumava jogar à bola com os ragazzini da terra, antes de se tornar demasiado famoso para poder andar descansado na rua.

Sem comentários:

Enviar um comentário