Uma direcção. As horas a passar. O nascer-do-sol. Uma árvore frondosa. Um sorriso espontâneo. Uma janela aberta para ver o mundo girar.
Não só ver. Participar. Contribuir. Girar com ele. Porque o mundo não pára e a vida também não.

A direction. The sunrise over the ocean. A leafy tree. A spontaneous smile. An open window to see the world turning. Not just see.
To participate. To contribute. To turn in the same direction. Because the world keeps turning and so does life.

domingo, 8 de março de 2009

O Daihatsu amarelo

Foi uma das minhas companhias este fim-de-semana. E que boa companhia! O Daihatsu conseguiu levar-me a Milão para ver Il Duomo (uma catedral gótica que matou as minhas saudades do Mosteiro da Batalha), passear pelas ruas cheias de gente, fazer compras no mercado, provar o mel da região, beber um cappuccino no café da livraria Mondadori (uma das editoras mais conhecidas de Itália), jantar com os meus amigos milaneses, comer uma lasanha com Gorgonzola e fruta al cioccolato , receber uma orquídea, dar 3 voltas à área das chegadas do aeroporto de Malpensa à procura de uma amiga (que estava à nossa espera no local errado) e acabar o fim-de-semana a pensar que se aproveita bem melhor a Itália com um Daihatsu amarelo à disposição!

Il Duomo, no centro de Milão


Palavras para quê?

1 comentário:

  1. Apraz-me ver que o Duomo já não tem os andaimes à volta. Assim podes er que consiga ver a maravilha que realmente é quando aí for.

    ResponderEliminar